segunda-feira, 19 de outubro de 2009

ZECA PLECH - Grande Poeta Cabense



A foto mostra o poeta José Plech Fernandes, conhecido como Zeca Plech, já falecido. Autor de centenas de poemas de alto nível, Zeca Plech pode ser considerado como um dos maiores intelectuais do Cabo de Santo Agostinho. Ele é um dos patronos da Academia Cabense de Letras, da cadeira ocupada pelo escritor Douglas Menezes. Em breve a ACL pretende tornar público a grande obra de Zeca Plech.

7 comentários:

  1. Parabéns Tuninho pelo blog e por resgatar junto conosco a obra desse cabense sem igual. Zeca Plech, um poeta muitos anos luz a frente do seu tempo. Sem sombra de dúvidas o maior intelectual da história do Cabo de Santo Agostinho.O seu blog hoje é a única janela aberta para se falar de cultura como um todo na nossa cidade. Que morram de inveja os incompetentes. Parabéns amigo

    Ramon Jr.

    ResponderExcluir
  2. Caro Tuninho, passa o tempo passa as horas...Só não passa as marcas da história..Zeca Plech passou, mais marcou, nunca morrera pois suas obras são imortais por tanto ele também...Passa o tempo passa as horas...Só não passa suas obras, intelectual a frente de seu tempo, transformador socio-cultural,escritor de ideias e conceitos, desbravador do novo pensar...Zeca Plech...A quem dera, num momento que nosso municipio atravessa uma das maiores crises culturais, que falta Zeca faz...por isso digo.

    "HÁ se o tempo voltase atraz
    e trouxesse Zeca pra nós,
    eu diria em alta voz, quem
    salvara nos dias atuais a
    cultura que entre nós,
    em todas as horas reflete
    nos poemas e repentes o
    sofrimento permanente da
    nossa gente descontente
    com uma cultura Hora dormente
    sem direção de um governo sem mente..
    Há se Zeca voltasse pra nós",

    ResponderExcluir
  3. Tuninho.

    Vai aí uma das pérolas desse cabense ilustre,para que os seguidores do seu blog comecem a ter a noção exata de quem foi Zeca Plech. Soneto escrito 30 dias antes de sua morte.

    Via Franca.

    Vejo pleno de luz o meu caminho,
    trilha fatal que leva a eternidade,
    graças a mão do paternal carinho
    externação da Máxima bondade.

    Da vida, penetrei no burburinho,
    gozei como devia a mocidade,
    porém do mundo opíparo ou mesquinho,
    não conservo resquícios de saudade.

    Despeço-me da terra na certeza
    de penetrar no Reino da Beleza,
    daquela que não marcha nem fenece,

    deixando para os filhos minha benção,
    perdão para os que ódio me dispensam
    e à humanidade o estímulo da prece.

    Sou suspeito para falar de Zeca Plech, mas...Quanto mais leio Zeca Plech, mas me fascino com a qualidade de sua obra. Ele era maravilhoso.
    Parabéns amigo. Só um cabense da sua estirpe seria capaz de criar uma alternativa cultural
    tão importante.Tô viciado viu!
    Eu ainda vou ter uma barriga como a sua.(rsrsrsr)

    Uma abraço,
    Ramon Jr.

    ResponderExcluir
  4. Ilustre Antonino
    Imensa surpresa e alegria inundaram minha alma ao deparar-me com sua elogiosa referencia ao Zeca Plech meu primo em 2°grau.Ignorava essa brilhante faceta literária do Zeca, personagem da qual meu pai freqüentemente falava, não sei por qual motivo omitindo esse lado intelectual do seu querido primo.Quem vos fala é Violeta Plech,filha de Hermano Plech.Pelo fato de ainda não ter computador, adoraria conhece-lo pessoalmente ou mesmo por telefone, afim de falarmos do Zeca e também da minha mania de fazer versos e outros gêneros literários , além de ser também Artista Plástica e Estilista de Moda. Violeta Plech, Maceió.
    meus telefones:(0xx82) 3357-20-96/99716149
    OBS:A conta do Google é do meu sobrinho

    ResponderExcluir
  5. Antonino,meu nome é Violeta Plech, prima em segundo grau de Zeca Plech.Gostaria de contatar com você, para falarmos sobre o Zeca .Sou filha de Hermano Plech.
    Procure-me no Twitter(Violeta54Plech)

    ResponderExcluir
  6. Eu me chamo Pedro tenho 11anos sou neto de Eça da Rocha Fernandes e sou bisneto de José Plech Fernandes e sou filho de Luis Felipe Albuquerque Fernandes e queria ter conhecido meu bisavo.

    ResponderExcluir
  7. E sou subrinho do tio Ramon

    ResponderExcluir